Chegando

Bom, mudança de casa. E para estreiar, permitam eu me apresentar:

  • Sim, eu sou anti social. Eu sou uma nerd que não segue exatamente o esteriótipo definido: cuido muito do meu cabelo, do peso, gosto de alguma maquiagem e tento conter meu vicio por sapatos, adoro sair com amigos e bater papo. Só que não gosto de fazer amizades e conhecer pessoas pela internet sem um motivo. Meu primeiro about no ICQ era mais ou menos assim:

    Se você gosta de fazer amizades e conhecer pessoas novas, vá para o irc e me deixe trabalhar!

    Com direito a tradução em inglês. Não adiciono quem não conheço no Orkut, no icq, no Google Talk, whatever. Não respondo mails pessoais de quem não conheço, e se você utilizar como desculpa alguma dúvida técnica e no segundo mail me fizer perguntas pessoais, vai cair no vácuo. Eu sempre fui assim e não vou deixar de ser agora porque algumas pessoas não gostam quando abrem pvt comigo no irc e começam a perguntar coisas de mim e recebem como resposta “eu te conheço?”. Algumas já me responderam “é, ninguém importante”, como se eu só conhecesse “celebridades”. Mas isto é outro tópico. Enfim, eu sou como o Slackware ou Unix: sou sociável, porém escolho muito meus amigos. Na internet você não olha no olho, você não sente qual é o interesse da pessoa, ou simplesmente se ela vale a pena seu tempo.

  • Não acredito em estrelismos. Sou anti social sim, mas se você tiver uma boa conversa, um bom motivo para falar comigo, vai ter minha atenção sem problemas. Não adianta vir com papo mole para testar se eu sou sucestível a elogios, não vai funcionar. Mas eu também não mordo e não preciso de confetes. Eu pessoalmente acho muito engraçado o “ataque de pelanca”(©by Nat) de alguns megalomaníacos, mas ainda assim é triste. Fazer o que.
  • Eu não sou politicamente correta. Na verdade eu sou muito mais politicamente incorreta do que vocês imaginam, eu só não causo mais porque não sou muito afim desta turba que vigia cada palavra ou gesto meu. Acho que este povo não tem mais o que fazer.
  • Eu amo Slackware e não me sinto em nada ofendida quando a Renata fala que o odeia e que ele é uma merda. Eu fico feliz por ela pelo Gentoo existir. Eu já removi o Slackware da máquina de uma amiga e instalei o SuSE, e agora ao invés de uma usuária de windows que odeia Linux, ela está se virando muito bem com SuSE.
  • Eu trabalho para que as coisas que eu luto percam o sentido. Eu quero ver muitas mulheres trabalhando de verdade, contribuindo, debatendo, participando. Estou aprendendo a descentralizar e expandir, e espero que todas tenham seu espaço ao Sol. E quando houver igualdade, este trabalho perderá o sentido. Daí fica só a parte divertida.
  • Sim, Eu tenho um gênio forte. Não é mais tão fácil me fazer perder a paciência, e quando isto acontece não gosto de ficar gastando energia e prefiro resolver de uma vez. Se não quiser entender, fale com a mão. Uma recorrente nos meus testimonials e impressões que ouço sobre mim é que eu sou direta e decidida. Realmente, acho que a vida é curta demais para perder tempo, imagina se eu vou ficar perdendo tempo me justificando. Eu já aprendi que não importa o que você faça, sempre vai ter alguem pra criticar. Então eu faço o que eu posso, as vezes o que não posso, mas sabe como é, o impossível até faz, milagre precisa de mais tempo.
  • Eu sou apaixonada pelo que faço. Eu amo minha família, meus amigos, preciso saber como as coisas funcionam, me importa muito compartilhar conhecimento e por isto amo o movimento de código aberto. Eu estou nesta por gosto, porque amo o que eu faço, eu adoro o fato de que me pagam para eu me divertir e ainda acham isto um ótimo investimento.
  • E por último, eu gosto de polemizar. Eu gosto de remexer, de causar movimento, de questionar. Pode me questionar se quiser, se você tiver razão eu posso não gostar mas vou ter que concordar. Só não apele, que aí vai pra /dev/null. O Piter diz que eu sou muito rebelde e deveria ser PUNK também, mas eu geralmente não me enquadro em nenhuma definição especial. E aqui é MEU espaço, eu falo o que EU quiser, eu pago minhas contas e o que eu falo é problema exclusivo meu. Não gostou não venha aqui, não leia, vire a cara.
  • Isto tudo apresentado, sinta-se a vontade para comentar, rebater, refutar, criticar, apoiar. Mas por favor, don’t panic.