Segunda feira

Dia cinza na cidade cinza.
Tarefa hérculea deixar a cama nestes dias, tão sonolenta que nem liguei o micro pra checar mails antes de sair. Fim de semana povoado por pesadelos, que coisa estranha. Ou outros sonhos cheios de simbolos e situações e pessoas mal resolvidas, eu e a minha impaciência implodindo quarteirões. Estes dias ouvi uma frase que é a minha cara, ou você é estrada ou é rolo compressor. Não é por mal, quando eu me dou conta já foi. Bom, já foi, vou melhorar da próxima.
Telefone tocando insistentemente em algum ponto da empresa, não sei onde e não parece querer desistir tão cedo. Fujo pro fone de ouvido. “And they say that a hero could save us, I not gonna stand here and wait”. Eu já fui, não estou mais presente aqui, me sinto enjaulada a cumprir formalidades, logo eu.
Vai ser um longo dia…

One thought on “Segunda feira

  1. Eu nasci e fui criado em Sampa. Realmente não se via o céu. Mal dava pra se ver o Cruzeiro do Sul à noite. Quando fiz 13 anos, ganhei um MSX, meus pais se divorciaram, ‘fui mudado’ pro interior. No comecinho de 1991 voltei a Sampa para fazer estágio de técnico em eletrônica e durante 2 meses acordava 06h00, ia da São Joaquim até a Conceição, pegava o Vila Santa Catarina e entrava na fábrica na Av. Santa Catarina, 2100 às 07h43, e nada de café da manhã… Saía as 17h55 e só chegava em casa entre 19h30 e 20h00, dependendo da greve ou da enchente do dia… Essa vida acabou no fim de fevereiro quando saiu meu nome na lista de segunda chamada da Unesp, e daí então foram quase dez anos estudando em Bauru (na cidade, não no sanduíche). Em 2001 voltei a trabalhar, desta vez em Campinas. Hoje eu acordo às 06h15 para tentar sair da cama e entrar no banho até às 06h30 para sair do glorioso apto 81 até às 06h45 para pegar o fretado na frente da rodoviária às 07h05, e chegar na empresa às 07h45 para tomar o café e começar a trabalhar às 08h00.
    Na volta, o fretado sai do trabalho às 17h10 (em Paulínia, a 25 Km) e 17h45 já estou dentro de casa. Se eu tivesse carro seria mais rápido…
    Adoro Sampa, a cidade tem seu charme, tem a inigualável vida noturna, mas não sei se conseguiria viver aí novamente. Acho que desaprendi…
    E aqui também tem sido difícil sair da cama (o que é normal em época de frio). Os atrasos se acumulam… Lapso causado pelo horário de verão ? Ou será que é mesmo porque eu fico até altas horas na Internet ?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s