Não fale desse jeito

Não fale desse jeito comigo que eu não gosto
Eu tô fingindo calma com a alma carregada
Não fale desse jeito comigo que eu não quero
Não se meta nem comigo nem com o povo que eu paquero
Não fale desse jeito comigo que eu detesto
Tão dizendo nas esquinas, nas quebradas, é que eu não presto

Esse calor que sai de você embaçou o meu retrovisor
Você não quer que eu olhe pra trás e diz que o passado já passou
Esse calor que sai do cigarro que você fuma falando de amor
Não fale mais, o futuro é a arma da ilusão que foi você que carregou

Não fale desse jeito comigo que eu atiro
Eu tô num dia lindo com minha nuvem carregada
Que não cruze o meu caminho quem me despreza
Na guerra eu tô no meu direito e já inventei a minha reza

Eu jogo pra ganhar e de ninguém eu tiro
E se não escutou, eu uso o berro, eu uso o grito

Não fale desse jeito comigo que eu não gosto
Não fale desse jeito comigo que eu não quero
Não fale desse jeito comigo que eu detesto
Não fale desse jeito comigo que eu não gosto

Ana Carolina

One thought on “Não fale desse jeito

  1. Eu sou terrível e é bom parar de desse jeito me provocar.
    Você não sabe de onde venho, o que eu sou, nem o que tenho.

    Eu sou terrível, vou lhe dizer que ponho mesmo pra derreter.
    Estou com a razão no que digo.
    Não tenho medo nem do perigo.
    Minha caranga é máquina quente.

    Eu sou terrível e é bom parar porque agora vou decolar.
    Não é preciso nem avião, eu vôo mesmo aqui no chão.

    Eu sou terrível, vou lhe contar.
    Não vai ser mole me acompanhar.

    Garota que andar do meu lado vai ver que eu ando mesmo apressado.
    Minha caranga é máquina quente.

    Eu sou terrível.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s