E aí Brasil? Dá pra ser ou tá difícil?

Será que agora, podemos finalmente começar o ano?

Sim, porque eu ainda estou esperando. O ano deveria começar pelo menos depois do Carnaval, já que antes é impossível. E aí começa a longa romaria de feriados, onde nada funciona. Tudo é adiado, postergado, deixado para depois. Será possível que ninguém se toca que sem produção, não tem comércio, não tem crescimento?

E depois esta Copa, que veio no momento exato para o governo. Veio abafar o clamor cada vez mais indignado pela cara de pau e impunidade. Pronto, tudo resolvido, é a Copa. Vamos esquecer a roubalheira, a eleição. Vamos esquecer que continuamos com o povo morrendo nos hospitais sucateados, vamos esquecer as escolas cada vez mais desmontadas. Vamos comemorar os analfabetos funcionais, agora incluídos no mundo digital.

Vamos encher a cara de cerveja quente e torcer pelo futebol medíocre e milionário. Vamos comemorar a mentalidade Big Brother, onde não precisa ser competente, honesto, ter personalidade, basta arrumar um jeito de chamar atenção da mídia. Depois dos quinze minutos de fama, vamos fazer qualquer coisa ridícula para chamar atenção.

Vamos ensinar ao povo que o que vale é fama. Vamos incentivar uma miríade de cantores desafinados, letras vazias, porque o sonho é ser artista. Vamos ver uma multidão de meninos pobres sonhando em ser jogador de futebol.

Afinal, protestar, exigir que gastem o meu dinheiro com o país e não roubando, exigir que punam os ladrões, isto dá muito trabalho, incomoda. Claro, isto porque é para protestar por mais qualidade de vida, instrução. Agora, experimenta dizer que não vai ter Carnaval. Tenta não transmitir a Copa. Ah, prepare-se para o quebra quebra.

É a institucionalização da mediocridade. E aí está o resultado. E agora, dá pra voltar a pensar na realidade? Dá pra começar a pensar na vida? Com seus xingamentos ou não, os jogadores ainda tem seus empregos garantidos, tem a vida de várias gerações garantidas. E vocês, vão continuar buscando somente o “Pão e Circo“?

So, can we please start this year?

Yeah, because I’m still waiting. The year should start at least after the Carnaval, since start it before is impossible. Then, comes the long road of holidays, where nothing works. Everything is postponed, delayed, let’s talk about this later. Do someone know that with no production, there is no commerce, no growth?

And then, here comes the WorldCup, in the right moment for the government. It comes to suffocate the indignant clamour, louder and louder, for the cynicism and impunity. Done, everything solved, it is the WordCup. Let’s forget about all the shocking robbery, the election. Let’s forget the fact that people continue to die in miserable hospitals, let’s forget the schools worst and worst. Let’s celebrate “functional illiterates” – people who can read but can’t understand what they read – now “digital included”.

Let’s drink a lot of warm beer and support a mediocre and millionaire soccer. Let’s celebrate the Big Brother era, where there is no need for competency, honesty, personality, you just need a way to catch attention of the media. After the 15 minutes of fame, let’s do anything, ridiculous or not, to get attention.

Let’s teach the people that fame is what worth. Let’s motivate a myriad of lousy singers, with nothing to say, just because the big dream is to be artist. Let’s see a thousand of poor boys dreaming of be a soccer player.

After all, to protest, to demand that they spend my money with the country and not steeling, to demand that they punish the thief, this is too much work, too much discomfort. Of course that applies to demand for better quality of life, of education. Because if they would try to stop the Carnival, or do not show the Cup, oh, this would make some serious trouble.

It is the mediocrity established. And there is the result. So, can we back to reality now? Can we start to thing serious in life? You cursing or not, the players still have their jobs, the life of some generations warranted. And what about you, still caring just about “Bread and Circuses“?

” Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras e sequestros
Nosso castelo de cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia e toda a afetação
Todo roubo e toda a indiferença
Vamos celebrar epidemias:
É a festa da torcida campeã
Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar um coração
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado de absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos o Hino Nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
E comemorar a nossa solidão
Vamos festejar a inveja
A intolerância e a incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer da nossa gente
Que trabalhou honestamente a vida inteira
E agora não tem mais direito a nada
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isso
Com festa, velório e caixão
Está tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou esta canção”

This is a song written by Renato Russo, the last great brazilian poet. This was wrote in 1994. As you see, nothing changed since.

9 thoughts on “E aí Brasil? Dá pra ser ou tá difícil?

  1. Quando pequeno aprendi que temos que ter hora para tudo e, com base nisso, devemos definir a prioridade das coisas. É bacana ver como o Brasil se mobiliza para a Copa, mas é lamentável ver a indiferença para assuntos mais sérios.

    O brasileiro é capaz de formar caravanas para receber os jogadores da Seleção, seja para aplaudir, seja para vaiar, mas trata todo o resto com a mais pura rejeição ou, quando menos, se limita a reclamar.

    O Brasil não é só carvanal, festas, futebol, Globo, cerveja e mulheres gostosas. Se nossa ira se despertasse para as coisas erradas desse país assim como se despertou para Parreira e companhia, o mundo todo saberia disso.

    T+!

  2. Hoje não temos mais um time de futebol e sim cada um buscando seu próprio interesse. No meio de tantas estrelas no brasil somente foi necessária uma única na França que brilhou com sua simples humildade. Perdemos realmente um semestre sem muitas vantagens em outras areas principalmente no SL. Não vou mentir estou um pouco decepcionado com as indiferenças entre distros. Em vez de haver brigas sobre distros por que não unir tudo em uma só? Até onde essa liberdade realmente é verdadeira?

  3. Você está reclamando que o país não acorda, mas já reparou que temos Copa do Mundo em 2006, 2010, 2014…
    E eleições Presidênciais no “país da bola” em 2006, 2010, 2014…
    Não estou sugerindo nada, mas e bem curioso, não acha?

  4. Igor

    Eu não sei qual parte do “no momento exato para o governo” você não entendeu… óbvio que todo mundo – menos os analfabetos funcionais – já repararam.

  5. Muito legal o texto… mas não é querendo ser pessimista.. 2006 praticamente na vai existir em termos de trabalho. Como vc mesmo mencionou, o ano normalmente só começa depois do carnaval, e como é ano de copa entao so começaria depois da copa, mas tb é ano de eleição, entao só deve começar depois das eleições, mas ai fica faltando apenas dois meses para o natal, e como todo mundo aqui gosta de juntar os feriados, significa que vão deixar tudo pro ano que vem mesmo…
    dá dificil mesmo

  6. Sem falar q se vc ñ for um viciado em futebol, fica taxado de louco(eu por exemplo).
    Não tenho nada contra ver o jogo da seleção, mas parar do país, só por causa disso é ridículo.
    A ira nacional só vai nascer o dia q algum doido resolver tirar metade dos feriados do calendário, ai sim vc vai ver brasileiro fazendo protesto e querendo por a casa abaixo, IMHO.
    Fora isso vai continuar sempre a msm coisa.

  7. Só espero que não prejudique o lançamento do KDE 4 :). Tenho dado palestras falando exatamente sobre o ano de 2007 e o SL. Tenho certeza que o KDE4 vai dar o que falar. E pior realmente la vem as eleições.

  8. como assim o ano ainda não começou? acho que todos nós trabalhamos duro até sábado passado, ou não? não é porque a mídia não falou de outra coisa que nós ficamos parados.

  9. eh!realmente vivemos no pais das ilusoes, seria melhor ao inves de se chamar “Brazil” deveria se chamar pizzaria, pois tudo acaba desta forma. Cara eh impressionante o quanto o povo brasileiro nao tem conciencia politica como alguns paises em desenvolvimento como o nosso, como Bolivia, venezuela e argentina. incrivel tbem eh saber que nohs estamos tambem kmo ultimos da fila qdo o assunto eh educacao, perdendo ateh para paises kmo africa do sul. eh essas coisas nao me espanta, afinal de contas todos aqueles que sobem ao poder nao passaram fome, nem tao pouco nasceram de familia pobre, todos eles sao filhos de fazendeiros e pessoas importantes estudaram fora do pai’s e nao estao nem um pouco preocupados com quem dorme na rua e quem morre nos hospitais, afinal de contas eles tem elicopteros e jatinhos para chegar mais rapido as clinicas. Que bom toskinha vc abrir este espaco para que as pessoas saibem que nao estamos apenas preocupados com Software Livre e Micro$oft estamos preocupados com o nosso futuro e de nossos primogenitos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s