Pergunta ao Presidente Lula

Caro Presidente Lula

Li hoje em um jornal o resultado de mais uma pesquisa, que mostrava avanço do seu maior adversário na eleição entre a população instruída. Lembrei-me com isto da eterna defesa para os pobres e desafortunados, como quando da sua declaração que é melhor governar para pobre porque ele não tem dinheiro para ir a Brasília protestar. Me veio então a iluminação: é por isto que o senhor não investe em Educação, porque quando instruídos os pobres deixam de votar no senhor?

Dear President Lula

I’ve read today in a newspaper the results of a research, which shown that your biggest rival is growing between the educated people. I remembered then about how you always defend the poors and the unfortunated ones, like that time you said it was much better to govern for the poverest because they don’t have money to travel to Brasilia to protest. Then I think I understood your way: is that it the cause you don’t invest on Education, because when people stop being iliterated, they stop voting you?

5 thoughts on “Pergunta ao Presidente Lula

  1. Sinceramente? Ninguem no Brasil sabe voltar. Se alguem no Brasil soubesse votar, iria partir sim para panelaços, luta armada ou o escambau.

    Os menos instruídos votam ou pelo instinto das políticas sociais, porque, emergenciais que são, falam mais alto a esses eleitores, ou porque fazem parte de algum curral eleitoral.

    Já os mais instruídos, pretensiosos que são, acham que entendem de administração, acham que entendem como é que as coisas funcionam nas entrenhas do poder, e se acham imunes às práticas, por mais injustificáveis que sejam, são de praxe para a preservação do projeto político do eleito.

    E aí é que penso: de que vale a educação, quando ela só faz de nós apenas arrogantes pretensiosos? Mas a culpa não é da educação, ou da falta dela. A culpa é que política pra nós é, somente e meramente, paixão. Se a realidade significasse alguma coisa, já teríamos expulsado à pontapés os deputados (um em cada 5 estava envolvido com a máfia dos sanguessugas). UM EM CADA CINCO! E nosso estado de letargia é tão intenso que apenas 2 renunciaram. Comoção popular? Só na China.

    Enfim, nós, educados, não sabemos mesmo de zorra nenhuma. Tentamos explicar nosso voto apenas com alguns silogismos, sofismas e algum método empírico. Somos uns bossais, isso sim.

    Beijinho!

  2. Sulamita, vim conhecê-la por indicação do nosso amigo Oculos ali em cima. Ganhaste uma fã, gostei muito de suas toskices randômicas, embora não sejam lá tão randômicas. Considere-se devidamente rssficada.

  3. Pingback: ManéBlog

  4. Sr.Presidente, gostaria de saber, se vossa exelencia, não poderia trabalhar no sentido, de criar um cistema que pudesse, fiscalizar melhor as ações dos juízes do Ministério do Trabalho, que possuem poder demais, que os possibilitem tomar decisões, e nunca serem questionados por élas. Tal pergunta, tem como fundamentação uma grande injustiça sofrida por mim, na justiça do trabalho da cidade do rio de janeiro, exatamente na 13ª vara do trabalho, quando um juíz tomou uma decisão, para mim estranha e absurda, dado o fato de haver uma vasta documentação original, que contradizia tal decisão. Eu não dinheiro para recorrer de tal decisão, e tenho certeza que meu advogado tem participação decisa neste desfecho, que abaixo discrimino.

    Original Message —–
    From: jorge chaves
    To: ouvidoria
    Sent: Tuesday, July 10, 2007 4:16 PM
    Subject: Re: preciso de ajuda e orientação. Pois não sei em quem confiar mais.

    grato pela atenção, mais preciso saber o que fazer?, este encaminhamento, poderá significar oque para mim?. Quanto tempo terei para recorrer, e o que devo fazer para substituir o atual advogado?, caso seja preciso. Espéro poder confiar na OAB, que tanto vem fazendo em pról dos interesses dos menos favorecidos deste país. Cordilamente, Jorge Roberto Chaves.

    ouvidoria escreveu: Prezad,

    Acusamos recebimento de sua mensagem e estamos encaminhando para a Ouvidoria Geral do Fórum. Desde já colocamos esta Ouvidoria a sua disposição,

    Atenciosamente,

    Lúcio Flávio

    Funcionário da Ouvidoria Geral

    —– Original Message —–
    From: Atendimento
    To: ouvidoria
    Sent: Monday, July 09, 2007 3:08 PM
    Subject: Fw: preciso de ajuda e orientação. Pois não sei em quem confiar mais.

    —– Original Message —–
    From: jorge chaves
    To: atendimento@oab-rj.org.br
    Sent: Saturday, July 07, 2007 11:27 AM
    Subject: preciso de ajuda e orientação. Pois não sei em quem confiar mais.

    Estou indignado, com a decisão da justiça, datada de 03 de julho de 2007. Muito me estranha ainda, como poderiam dar andamento em um processo no dia 03 de julho 2007, e marcar uma audiência, para o mesmo dia 03 de julho de 2007 as 11:40, eu não fui informado desta audiência, o meu advogado não me informou nada, a advogada da empresa fica em Santa Catarina, como isso poderia acontecer?. Muito me causou entranheza o fato de que, na audiência do dia 26 de junho de 2007, mesmo tendo sido convocado pela justiça, o juiz não quiz me houvir, e nem deixou eu falar nada. O mais estranho ainda, é a advogada da ré, me perguntar o que eu estava fazendo la?. Sai de la com a certeza de que não ganharia nada. O juiz não quis nem saber porque a empresa fizera um contrato retroativo a 1997 rassurado, que foi mandado para mim em 2001, conforme firma reconhecida de forma clara em um cartório de Duque de Caxias. Esta exigencia só foi feita amim, após ter sofrido um acidente de carro, quando perdi os movimentos do tendão da perna direita, na oportunidade, pedir ajuda a moldunóbre, éla alem de não me ajudar, mandou tal contrato, e me fez várias ameças, se eu não o assinasse, não receberia minhas comissões.O procésso é repléto de provas documentais, que foram simplesmente ignoradas pelo juiz, que diga-se de passagem, nunca havia militado neste procésso antes. Agora não sei o que fazer, estou muito aborrecido e sem rumo, pois não sei em quem acreditar ou confiar, pois penso que preciso recorrer de tal decisão. Perdi tudo que tinha, as portas foram fechadas para mim em todo o estado de Santa Catarina, pois la é méca da moldura na américa latina. A partir do momento que busquei na justiça, os meus direitos, minha voda profissional virou um inférno. Penso agora, que deveria ter aceitado os R$ 10.000,00 que quiseram darme a época. Pois agora até este direiro a justiça me tirou.

  5. Decepção, indignação e dor de um pai
    SERASA e SPC,
    É com dor e com indignação, que recebi nesta semana dois recibos informando que o nome de minha saudosa filha está inscrita nestas empresas que se denominam prestadoras serviços à população. Os comunicados estão em minhas mãos, o do SERASA apresenta o NR: 604.157.163-6 e o do SPC/Associação do Paraná com o título 01000000016870001619. A competência, imparcialidade e idoneidade destas empresas para as partes envolvidas: SERASA E SPC deixam de ser isentas de interesses AS DUAS PARTES ENVOLVIDAS ao não checar em todas as os ângulos possíveis da inscrição nos seus cadastros do nome de minha falecida filha. O BANCO que solicitou é mais uma empresa daquelas que cobra juros altos, que considero juros abusivos de correntistas e que agora terá que ir até eternidade para receber estes míseros R$ 233,59, referente ao tempo que a conta corrente de minha filha ficou aberta sem movimentação. Deverei estar protocolando uma ação contra o SERASA e o SPC da Associação Comercial do Paraná que aceitam prestar esta ofensa à memória da filha POR SOLICITAÇÃO do HSBC que foi informado no seu serviço de através do telefone do fato ocorrido. A memória de uma pessoa falecida Professora muito querida por seus ex alunos, pais de alunos e sua família não pode ser exposta a este tipo de execração social.
    Assina um pai que chora todos os dias a perda brutal em um acidente de carro, ainda não resolvido pela lentidão do judiciário, de sua risonha e querida filha, que estava com 23 anos de idade, recém formada em pedagogia, Laura Rodrigues de Oliveira. Sinto que a minha filha está ao lado de Deus, indignada também, observando a mesquinharia deste sistema econômico que parte das elites financeiras nos submetem.
    Darwin Antonio Longo de Oliveira

    Acredito na sensibilidade e no profissionalismo dos nossos jornais para auxiliar a acabar com estes abusos de empresas que sobrepujam sua ação em nome de nossas leis.

    Figura 2 – Laura. Foto tirada por Darwin em 23/10/2009.

    Acredito na sensibilidade de todos os cidadãos que receberem esta mensagem de um pai que tem chorado muito de saudades e que teve que dispor de força para fotografar o túmulo da minha querida filha para ilustrar esta matéria de desabafo. Solicitamos divulgar a todos seus amigos que não querem ver ações anticidadania que beneficiam somente determinadas castas financeiras das elites.

    Sr Presidente,
    Não basta à dor da perda, que ainda sinto, da minha filha Laura, agora estou mais triste indignado com o que fizeram com nome dela. Demonstrando esta decepção, indignação e dor, realizei o documento em anexo e estou pedindo aos amigos que divulguem ao máximo de contatos possíveis. Sabe este assunto parece ser particular, mas eu não acho. Este caso existe através de uma incompetência tendenciosa de empresas que se utilizam das empresas terceirizadas através de serviço de telefonia. Incompetência que existe com momentos de vias de mandos, solicitações requeridas, e não de ouvir quem está atendendo o telefone e providenciar registro adequado que possibilita resolver o caso. Não sou vaquinha de presépio e não desejo a ninguém, esta idiotice burocrática que funciona através de mandos, no máximo, grande, nos incomodando em casa o tempo todo. Isto é um absurdo e mais ainda são os mandos destas empresas capitalistas através da terceirização de seus serviços. Aliás acho que o HSBC deva estar requisitando serviços celestiais para o SERASA e para o CPC. Considero que este problema é de todos porque é afeto ao exercício da cidadania em sociedade.
    Um pai triste e cheio de indignação
    Darwin Antonio Longo de Oliveira
    Pai da Laura falecida em acidente de trânsito em 15/02/2007 e que a justiça criminal não apontou os culpados e nem os puniu.

    Sr Presidente, Através dos conhecimentos sobre a matéria da riqueza do homem, aprende-se vários nomes aplicados economia de riqueza privada: Capitalismo selvagem, capitalismo liberal, ou neoliberal e Capitalismo Globalizado. O HSBC, o SERASA e CPC acabaram de criar no século XXI para quem acredita em Deus o Capitalismo Celestial e para os demais o Capitalismo para a Eternidade. Espero que sensibilidade do presidente faz vale os meus diritos indenizatório por tamnho constragimento e dor.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s