iPod 2nd generation no Linux

Ou “Brinquedinho novo”.

Durante a passagem pela Espanha, encomendei um iPod Shuffle 2nd Generation, simplesmente porque ele é irresistível. Sim, aquele minúsculo com pegador, menor que uma caixa de fósforo, 1Gb.

Estive por alguns dias brigando com ele, no começo não sabia que o Amarok suportava, descobri no site do Falcon. Mas não existiam partições, dava “unknown partition table”. Isto depois de ter conectado a primeira vez no iTunes no Windows, porque quando eu testei o iPod a primeira vez que peguei ele, montou na boa. Bom, o fato é que não reconhecer o particionamento não impede de montar-se o disco inteiro. Então ao invés de montar o /dev/sdb1, montei o /dev/sdb direto. E não é que foi?

Descobertas no meio do caminho:

– É mais facil encontrar sites e dicas de colocar o Linux no iPod do que conectar o iPod no Linux. E novamente, a melhor documentação esta no wiki do Gentoo.
– Se seu iPod foi configurado pelo iTunes no Windows, estará em vfat. Se foi configurado no Mac, será HFS+.

Update: embora pareça que o amarok conectou e transferiu as músicas, sem o gtkpod o iPod não toca estas músicas. Antes de transferir com o Amarok, precisamos do gtkpod para construir um arquivo de base de dados(não me pergunte muitos detalhes, eu não lembro exatamente, sei que me falaram isto no canal do amarok). Daí sim, pode-se transferir as músicas e sair ouvindo no seu novo iPod… ufa!

My new precious

Sugestões:

– Eu fui no site da Apple e deixei uma reclamação, de que o iTunes não tinha para Linux e o shuffle não era reconhecido. Que eu ia descobrir como conectar, mas que era uma sacanagem deles usarem tanto código aberto e não terem nem a descência de suportar o que eles usavam nos produtos(tem muito código BSD lá). E que eu ia ajudar o pessoal do Amarok, que afinal de contas era muito melhor que o iTunes. Eu sugiro todo mundo fazer algo assim. Funcionou com a Gol, não?

– Ao pessoal do Amarok, ter que montar o dispositivo é user-scaring. Para que servem aquelas opções de mount e eject então?

Update 2: esqueci de informar as primeiras transferencias realizadas no iPod: Iron Maiden(destaques para Fugitive, Fear of the Dark e Bring your Daughter), Guns N’Roses(destaques para Sweet Child O’Mine, Get in the Ring e Back Off Bitch), e Ramones, lógico(Destaques para Poison Heart, I wanna be sedated e I don’t wanna go down to the Basement).

3 thoughts on “iPod 2nd generation no Linux

  1. O que realmente funcionaria seria comprar um dispositivo de uma outra empresa, que seja mais amigável a outros sistemas operacionais. 😉

    Falando sério, a Apple é a maior ameaçada com um possível sucesso do Linux no desktop, e não a Microsoft. O objetivo da Microsoft é dominar o mercado com seus 95%, já o da Apple é ter os outros 5% só para ela.

    A Apple está toda hora mudando alguma coisa que quebra o suporte no GNU/Linux. Tome cuidado ao atualizar o firmware do seu.

  2. O pior é que ja me arrependi de ter comprado… foi um momento banana… o que mata nos produtos da Apple é o design, é irresistível.
    Mas devia mesmo ter comprado outro, que tivesse rádio e outras tranqueiras mais… agora já foi.

  3. ” O que realmente funcionaria seria comprar um dispositivo de uma outra empresa… ”

    ” o que mata nos produtos da Apple é o design, é irresistível. ”

    -Concordo com os 2, mas é por isso que eu já encomendei um desses:
    http://www.cowonglobal.com/product/product_T2_feature.php

    e o mais importante:

    ” Use Mac or Linux? No problem!! iAUDIO T2 is available to be used on Mac or Linux OS”

    ***
    ” MP3, OGG, WMA, ASF, WAV playback
    FM Radio Receiver and Recording, Voice Recording”

    Aliás, parabéns pelo blog e pela aquisição! 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s