O Silêncio que precede o Esporro

Larararala, larararararara.

Podem avisar, pode avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Pode avisar, podem avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Com o novo enredo outro dia de folia
Com o novo enredo outro dia de folia

Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí
Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí

Me deixa que hoje eu to de
Bobeira, bobeira
Me deixa que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Larararala, larararararara

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo,
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu to de
Bobeira, bobeira

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo, tempo, tempo
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, ve se me deixa,
Que hoje eu to de bobeira,
Bobeira, bobeira…

Me Deixa – O Rappa

2 thoughts on “O Silêncio que precede o Esporro

  1. Eu tô no fogo cruzado
    Vivendo em fogo cruzado
    E eu me sinto encurralado de novo
    No gueto o medo abala quem ainda corre atrás
    Do fascínio que traz o medo da escuridão
    Que é a vida

    No gueto o medo ilude e seduz
    Com o poder da cocaína
    Quem comanda o sucesso
    Das bocas de fumo da esquina

    Mas a favela não é mãe
    De toda dúvida letal
    Talvez seja de maneira
    Mais direta e radical
    O Sol que assola
    Esses jardins suspensos
    Da má distribuição

    Que arranham o céu
    Mas não percebem o firmamento
    Que se banham à beira-mar
    Mas não se limpam por dentro

    Que se orgulham do Cristo
    De braços abertos, mas não abrem as mãos
    Pra novos ventos

    Tô no fogo cruzado
    Vivendo em fogo cruzado

    Entre a Bélgica e a Índia
    Entre a Jamaica e o Japão
    Entre o Congo e o Canadá
    Onde a guerra nunca tá entre o norte e sul
    Entre o mínimo e o máximo
    Denominador comum

  2. Ola, venho acompanhando seu blog ja faz uns 2 anos. Gosto muito de suas opnioes. Mas mudando um pouco de assunto, sei que é meio off-topic, mas hoje, encontrei um tema para wordpress que achei bem interessante, e resolvi lhe mandar o link caso você não conheça. O Morticious Thrind CLI está longe de ser o mais bonito, mas sem sombra de dúvida é o mais interessante tema que já vi. Ele apresenta o blog como se fosse um sistema operacional via linha de comando, e não bastasse a aparência, o funcionamento também segue o estilo. Trocando em miúdos, para você ler, por exemplo, ler o último post publicado, deve escrever read e dar Enter; para enviar um comentário neste post, deve escrever c, dar Enter, e ir preenchendo as opções pedidas, sempre precedidas do Enter. Para dirmir dúvidas, escreva help e dê Enter. O link do tema é http://blog.elinc.ca/rod/ testeie achei muito legal :).
    []s…Renato

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s