Inside Intel

A maioria que não aguentou a curiosidade e veio me perguntar, já descobriu. Não quis postar no Intel_4c_100tag.jpgmesmo post porque o anterior acabou ficando palha. Mas estou agora trabalhando para a Intel, como Gerente do Programa de Estratégia Linux para América Latina. E como primeira tarefa, preciso achar um termo para abreviar isto…

E o que este nome quer dizer? Segundo definição oficial da Intel, “é responsável por criar e manter uma estratégia Linux compreensível para a America Latina que leve em conta todos os aspectos do mundo Linux, incluindo elementos chave na comunidade, governo, padrões e distribuições comerciais“. Isto significa em parte o que eu já faço: acompanhar o que acontece no mundo Linux e Open Source, ir a eventos, fazer palestra, falar com pessoas, escrever matérias. Mas significa também ouvir a opinião da comunidade sobre os produtos e iniciativas da Intel nesta área, o que está indo bem e o que poderia melhorar. Quais projetos e eventos apoiar. Significa fazer apresentações em empresas e orgãos públicos, ou acompanhar a equipe que irá apresentar. Também significa saber todas as novas tecnologias e ver detalhes técnicos de cada uma, para saber como melhor aproveitar, como melhor apresentar.

Não que isto seja novidade para a Intel. Ela tem diversos projetos, incluindo a equipe do Open Source Technology Center. Os drives já passaram por reformulações para não incluirem nenhum daemon bizarro proprietário, além de diversas outras contribuições dos engenheiros da Intel ao kernel. O Classmate teve o Mandriva e outras distribuições portadas, a fundação Xen está recebendo suporte, para mencionar algumas poucas das maiores iniciativas. Meu primeiro passo será ser treinada em nas tecnologias de virtualização e novos projetos de melhorias em mídias e navegação na Internet. Chaaaaaaaaaaaaaato 🙂 E enquanto isto, ir fazendo tudo que foi especificado ali em cima. Trabalhando com por exemplo Danese Cooper, diva do Open Source. Além de diretora e tesoureira da OSI – Open Source Initiative, ela trabalhou durante anos na Sun e foi uma das responsáveis por exemplo do surgimento do Open Office, entre outros projetos. Tenho certeza que se hoje em dia o Java é livre, ela teve muita influência. Atualmente, Danese é evangelista e conselheira para investimentos e projetos Open Source da Intel. Certamente irei buscar ajuda com ela. Além de conhecidos de longa data, como o Luís Claudio – ex Conectiva, me ajudou muito e continua ajudando com relação a HA -, trabalham lá Val Henson, Keith Packard. Certamente vai ser divertido.

Fora isto, entre projetos internos que me chamaram mais a atenção, estão os ClubHouses – laboratórios que a Intel monta em escolas – e o Girl’s Day, onde meninas vão ouvir de colaboradoras da Intel sobre a área de tecnologia em geral. Imagina se eu não vou querer participar 🙂

Durante o FISL, Peter Kronowitt vai apresentar as “Inovações de Tecnologia através de Código Aberto“. E eu vou participar da mesa Freedom and Choice: Understanding and Discussing the Open Source Community, com Bruno Souza, o Javaman. Assim, quem estiver por lá, se interessar em ouvir, tiver alguma pergunta ou comentário sobre o envolvimento da Intel, por favor nos procurem! Estou começando ainda e tenho muito o que descobrir e mapear do trabalho da Intel, então quaisquer críticas ou sugestões são bem vindas. E agora, ao trabalho!

-en

I said previously I was leaving EDS to start a new role. So, I’m glad to say I’m inside Intel, as the Latin America Linux Strategic Program Manager for the Open Source Technology Center. My very first task is to find a term to describe this in a short way 🙂

And what that huge name mean, by the way? According to Intel’s official definition, “She is responsible for creating and maintaining a comprehensive Latin America Linux strategy that takes into account all aspects of the Linux environment, including key elements around the community, government, standards, and vendors.” This means much of what I already do: stay aware of what is happening on the Linux and Open Source scenario, going to conferences, giving talks, talking to people, writing articles. But it also means getting to know what the community thinks about the products and projects of Intel on this area, what is going great and what could be better. Which projects and conferences to support. It means giving presentations on companies and government, or supporting the team who will be giving it. It also means knowing all the new technologies and technical specifications, to know how to take advantage of those in Linux environments, and how to present them better.

This is not new for Intel. The company has lots of Open Source oriented projects, starting by the Open Source Technology Center team. The drivers for wireless cards were recently released without the proprietary daemon, turning them candidates for being in the official kernel. Mandriva Linux and other distributions are running on the Classmate PC, the Xen Foundation is receiving support, just to mention a few initiatives. My first step is to be trained in new virtualization, sound, video, and Internet technologies. Sooooooo boring 😀 Meanwhile, I will keep doing all the things said before. I will be working for example with Danese Cooper, the Open Source diva. Besides Open Source Initiative director and treasurer, she worked for Sun and was one of the main responsible for several projects, like OpenOffice. I’m sure that if Java is free nowadays, she had a lot of influence for this to happen. I expect to work with her a lot. Besides some old friends, like Luís Claudio – who helped me and keeps helping with HA – there are people like Val Henson and Keith Packard working there. Sure will be a lot of fun.

Besides that, there are a lot of projects I’m interested to, especially the ClubHouses – laboratories Intel gives to schools – and the Girl’s Day, where girls go listen to Intel female employees about the IT.

Next week, on FISL, Peter Kronowitt is going to present a session about “Intel’s Technology Innovations through Open Source“. And I’m going to join the panel Freedom and Choice: Understanding and Discussing the Open Source Community, with Bruno Souza, the Javaman. So, if anyone else there is interested in hear more, have any questions or comments about Intel involvement, please look for us. I’m just starting, there are a lot of new things, and I’m just beginning to find Intel’s work, so any suggestions are welcome. And now let’s work!

15 thoughts on “Inside Intel

  1. Oi Sulamita.
    Tenho acompanhado seu trabalho na comunidade linux há algum tempo e gostaria de parabeniza-la sobre essa novidade!
    Muito sucesso para você nessa nova etapa e com certeza, para o pinguim também 🙂

  2. E agora? Será que você terá que se livrar do seu notebook que usa processador AMD por um que use processador Intel? Afinal, usar notebook com processador do rival, não deve pegar bem, né? 😉

  3. Isso aí Sula!!!

    Que ótima notícia, você cada vez mais alto e mais longe. Não. Quer dizer… Não que você longe seja bom… Ah, você entendeu 😛

    Parabéns pra Intel que fisgou esse peixão. A concorrência lamenta, mas simplesmente perdeu a chance.

    SUCESSO!

  4. Tive o prazer de assistir uma palestra sua em BH no LinuxChix. Parabéns pelos seus degraus alcançados! Espero que continue na tarefa de Linuxar não só no Brasil, mas em toda America Latina!

  5. Pôxa, muito legal mesmo!

    Sucesso fazendo o que você já faz, isso que é alegria.

    E Aurélio, infelizmente a concorrência normalmente é tosca demais para perceber o que perdeu (e não, não estou falando da concorrência direta 😉 )

  6. Que bom, fico feliz em ler esta notícia.

    É muito bom saber que existem empresas grandes que estão se importando ficar atuais no mercado, em adotar soluções livre, afinal prevalece quem tem melhor visão de mercado e sabe tomar atitudes certas, e se abrir quando esta é a tendência de mercado (aonde existem várias plataformas).

    Gostaria que mais empresas tivessem essa visão da Intel.

    E, Sulamita, parabéns pelo seu trabalho e reconhecimento.

    []s

  7. Ah! Agora sim, vou ter a companhia da Su no almoço 😀 Agora que estamos perto e almoçamos no mesmo local me chame quando quiser bater papo. Parabéns pelo emprego, acredito que é uma coisa que você gosta de fazer, entao vai ser bem divertido seu trabalho agora 😀
    (maldito x2x, para acentuar é um sacrificio)

  8. Gratz! Ta de parabéns mesmo! Fico feliz de ver a galera do Software Livre tendo sucesso, especialmente os brasileiros! Fico orgulhoso e muito feliz mesmo por isso! Está de parabéns! Muito SUCESSO!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s